É a cirurgia que corrige a flacidez mamária através da retirada do excesso de pele. Não há redução importante no volume,porém, a modificação mais significativa é na forma das mamas.
As mulheres que apresentam ptose (queda), flacidez e assimetria nas mamas, porém, sem grandes volumes das mesmas, têm na mamoplastia de elevação, ou mastopexia, o procedimento mais indicado. Embora existam muitos fatores que possam contribuir para a flacidez das mamas, o processo de envelhecimento e os efeitos da gravidade exercem um papel importante nessas alterações. Com o passar do tempo, a pele da mama perde a elasticidade, tornando-se flácida. As mamas aumentam durante a gestação e a amamentação, o que faz a pele esticar ainda mais. À medida que as mamas diminuem de tamanho após a gravidez, a pele que estava esticada se torna flácida. Por fim, as mudanças de peso e até as alterações hormonais podem modificar o aspecto das mamas. Esses fatores, associados, podem fazer a mama” cair”,e em alguns casos, inclinar para baixo. O procedimento pode ser feito individualmente ou em associação com outras cirurgias.
Para a mulher, a importância de ter seios bonitos, firmes e proporcionais transcende o simples aspecto estético. Quando ela não está satisfeita com a aparência deles, sua auto-estima e a segurança em relação a sua feminilidade ficam seriamente abaladas, comprometendo emocionalmente sua qualidade de vida.

lifitingmamas

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE MASTOPEXIA:

1.Qual o tamanho das cicatrizes e onde ficam localizadas?
Cada tipo de mama necessita de um tamanho e de um tipo de cicatriz, que pode ser em T invertido, L, somente vertical ou periareolar.Geralmente, mas não é regra, quanto maior a mama e mais ptosada(caída), maior também será a cicatriz para que se possa obter um bom resultado final.

2.As cicatrizes necessárias para realizar a mastopexia são visíveis?
A qualidade da cicatriz depende da genética do paciente, da localização da cicatriz no corpo, das técnicas utilizadas e dos cuidados pós-operatórios. O tamanho da cicatriz irá depender do tipo de mama da paciente, como informado na pergunta anterior.

3.Existe tratamento para cicatrizes grosseiras nas mamas?
O ideal é o acompanhamento pós-operatório da evolução cicatricial tentando prevenir que essas cicatrizes grosseiras ocorram.Se apesar da prevenção a cicatriz hipertrófica ocorrer, pode-se recorrer a infiltrações de corticóide ou até sua remoção cirúrgica e posterior betaterapia.

4.Como ficarão minhas mamas no pós-operatório? Quais as mudanças?
O volume será definido baseando-se em uma harmonia com o seu corpo como um todo, podendo-se optar por mamas um pouco mais fartas ou menores. Nesse tipo de cirurgia (mastopexia) a redução do volume das mamas não é grande,uma vez que a queixa maior é de flacidez da pele e não do volume da mama.Com relação a consistência ela será bem menos flácida, mais rígidas e elevadas.Além destes três itens ficam mais evidentes os “colos das mamas”( porção superior da mama ) e há correção do tamanho e formato das aréolas.

5.Essa cirurgia pode ser realizada com colocação de prótese mamária?
Sim . algumas pacientes, além ,de apresentarem flacidez da pele possuem pouco tecido mamário, desejando com a cirurgia o levantamento das mamas e também um aumento das mesmas,principalmente,do seu pólo superior(colo) com uma maior projeção das mamas.Nesse caso, estaria indicado uma mastopexia(levantamento) da mama, associado a introdução de uma prótese mamária com o objetivo de aumentar o seu volume .

6. Como é a evolução pós-operatória?
Nos 30 primeiros dias as mamas apresentam-se inchadas, com alguns hematomas e pequenas irregularidades que vão melhorando com o tempo.Após 30 dias o inchaço diminui, as mamas tendem a ficarem mais macias, as cicatrizes se acomodam e as mamas evoluem em direção ao resultado final.Após 6 meses, as mamas estão muito próximas ao resultado definitivo.

7. A gravidez pode “ estragar “ o resultado da cirurgia plástica?
Na maioria das vezes o prejuízo é muito pequeno porque com a redução cirúrgica a quantidade de glândula é menor, consequentemente, o aumento do volume mamário também é menor na gestação.Quando ocorre queda ou flacidez da mama após a gestação, pode-se realizar uma cirurgia de pequena dimensão para recuperar o resultado inicial.

8. O pós-operatório é doloroso?
Não, na maioria das vezes o simples uso de analgésicos e antiinflamatórios torna o pós-operatório confortável.

9. A cirurgia de mamoplastia é arriscada?
A incidência de complicações sérias em plástica de mama não é comum.
Uma boa avaliação pré operatória da paciente, associada a uma técnica cirúrgica adequada do procedimento, diminuem ainda mais o risco dessas complicações. Entre as principais intercorrências que podem acontecer no pós-operatório dessa cirurgia estão: hematoma(coleção de sangue), seroma(coleção de líquido), deiscência(abertura dos pontos) e infecção da ferida operatória.Todas essas complicações são passíveis de tratamento.

10. Qual anestesia é necessária para realização da mastopexia?
Pode-se utilizar anestesia local e sedação, porém, na maioria dos casos optamos por anestesia geral.

11. Qual o tempo de cirurgia?
O tempo de duração do procedimento é de aproximadamente 3 à 4 horas.

12. Qual tempo de internação?
De 12 a 24 horas de internação.

13. Quanto tempo depois da cirurgia pode tomar banho completo?
O ideal é após 48 à 72 horas.

14. Com quanto tempo pode ou devem ser retirados os pontos?
Geralmente em torno do 10º ao 15º dia do pós-operatório. No entanto,na maioria das vezes, são utilizados fios absorvíveis pelo próprio organismo do paciente, não sendo portanto, ,necessário a retirada dos fios.

15. Quando posso voltar a trabalhar?
A volta as atividades básicas, rotineiras, evitando-se esforço físico e com cuidado ,pode ser em torno de 20 à 30 dias,caminhadas após 45 dias e liberdade para ginástica progressivamente após 60 à 90 dias.

RECOMENDAÇÕES SOBRE MASTOPEXIA:

RECOMENDAÇÕES PRÉ-OPERATÓRIO:

  • Comunicar-se conosco até dois dias antes da operação, em caso de gripe, indisposição.
  • Internar-se no hospital indicado, obedecendo ao horário previamente marcado de jejum.
  • Evitar bebidas alcoólicas ou refeições muito fartas na véspera da cirurgia.
  • Evitar todo e qualquer medicamento para emagrecer de que eventualmente esteja fazendo uso, por um período de 15 dias antes do ato cirúrgico. Isto inclui também os diuréticos

*Avisar o seu médico sobre medicações que esteja utilizando, algumas delas deverão ser suspensas antes da cirurgia.

  • Programe suas atividades sociais, domésticas ou escolares de modo a se tornar dispensável a terceiros, por um período de aproximadamente 20 à 30 dias.

*Ler , compreender e assinar o TERMO DE CONSENTIMENTO INFORMADO ,cujo o propósito é essencialmente o de informar, garantindo ao paciente uma atitude ética e digna por parte do seu cirurgião plástico.

RECOMENDAÇÕES PÓS-OPERATÓRIO:

  • Evite esforços nos 15 primeiros dias.
  • Não movimente os braços em excesso. Obedeçam as instruções que lhe serão dadas por ocasião da alta hospitalar, relativas à movimentação dos membros superiores.
  • Evite molhar o curativo, até que seja autorizada a fazê-lo.
  • Não se exponha ao sol ou friagem, até segunda ordem.
  • Siga rigorosamente as prescrições médicas.
  • Alimentação normal (salvo casos específicos que receberão a devida orientação).
  • Volte ao consultório para curativos subseqüentes e controle pós-operatório nos dias e horários estipulados.
  • Provavelmente você estará se sentindo tão bem a ponto de esquecer-se que foi operada recentemente. Cuidado! Esta euforia pode levá-la a fazer esforços prematuros, o que determinará certos transtornos.
  • Não se preocupe com as formas intermediárias nas diversas fases da cicatrização. Tire conosco suas eventuais dúvidas.
  • Usar continuamente o soutien fixador por 45 à 60 dias.