Ginecomastia é a presença de mamas com características femininas no homem. A causa pode ser genética, alteração hormonal, uso de drogas ou maior sensibilidade da glândula mamária ao hormônio feminino (sem haver alteração hormonal). Ela pode ter um aumento tanto da glândula, quanto da gordura em volta da glândula, ou ambos simultaneamente. O problema também pode ser ocasionado pelo uso excessivo de álcool, drogas e algumas medicações. Independentemente da causa, a maioria dos homens com ginecomastia sofre por ter “mamas” com formato feminino.
A cirurgia deve ser realizada preferencialmente a partir dos 18 anos, quando o desenvolvimento das mamas masculinas já está completo,porém, pode ser realizada em crianças, nas quais sejam detectados grandes complexos que prejudiquem seu desenvolvimento psicossocial e afetivo.
A ginecomastia redutora pode ser realizada com anestesia local e sedação ou anestesia geral, e pode levar, em média, de uma a duas horas. O tempo de internação varia de 12 à 24 horas, dependendo do tipo de anestesia utilizado.
A cirurgia de correção de ginecomastia refere-se à retirada da glândula mamária através da aréola, resultando em uma cicatriz quase imperceptível.
Associado a este procedimento, algumas vezes, utiliza-se a lipoaspiração da região ao redor da aréola, procedimento este que refina a cirurgia e proporciona um contorno mais natural e sem vestígios das alterações físicas antes existentes.

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE GINECOMASTIA

1.O que causa a ginecomastia?
Na maioria das vezes é genético/ congênito, podendo ser também pelo uso contínuo de anabolizantes e outras drogas, o que faz com que a glândula mamária aumente de tamanho.

2.Essa cirurgia pode trazer algum risco?
Raramente uma cirurgia de ginecomastia determina sérias complicações. Isto se deve ao fato de se preparar convenientemente cada paciente para o ato operatório.Dentre as principais intercorrências que podem acontecer estão: hematoma, seroma, infecção e deiscência (abertura ) dos pontos.Todas essa intercorrências são passíveis de solução sem prejuízo ao resultado final da cirurgia.

3.Como é o pré-operatório?
Qualquer homem com mais de 18 anos que não esteja satisfeito com sua mama, pode submeter-se a cirurgia. O pré-operatório é igual ao de qualquer outra cirurgia.
Entre cuidados que devem ser tomados antes da cirurgia: evitar cigarro e medicamentos anticoagulantes como o ácido acetilsalisílico(AAS).

4.Onde é feita a cirurgia?
Essa técnica é muito simples comparada a outras cirurgias, porém, deve ser feita em Hospital, com anestesia local e sedação ou anestesia geral, e a intervenção dura cerca de 90 à 120 minutos.

5.Como é feita a cirurgia?
Por meio de uma incisão (corte) na porção inferior das aréolas o médico retira a glândula mamária e posteriormente através de lipoaspiração faz o refinamento da cirurgia retirando gorduras localizadas na região.Em algumas situações ,pode ser necessário a utilização de técnicas cirúrgicas alternativas para se atingir o resultado almejado.

6.E como é o pós-operatório?
Repouso por dois dias, em casa. Esforços físicos diários têm que ser evitados durante quinze dias, e atividades de academia apenas após 30 à 45 dias da cirurgia. Os pontos são retirados, quando necessário, após 7 dias.

7.E as cicatrizes desaparecem?
Uma cicatriz nunca desaparece,porém em geral,nesse procedimento elas tornam-se quase imperceptíveis, uma vez que se localizam na área de mudança de coloração entre a pele do tórax e a aréola.

RECOMENDAÇÕES SOBRE  A CORREÇAO  DE GINECOMASTIA

RECOMENDAÇÕES PRÉ-OPERATÓRIO:

  • Comunicar-se conosco até dois dias antes da operação em caso de gripe ou outra indisposição.
  • Internar-se no hospital ou clínica indicada obedecendo ao horário estabelecido.
  • Evitar bebidas alcoólicas ou refeições muito fartas na véspera da cirurgia.
  • Evitar medicamentos para emagrecer, que eventualmente esteja utilizando, por um período de 15 dias antes do ato cirúrgico.

*Avisar o seu médico sobre medicações que estejam utilizando, algumas delas deverão ser suspensas antes da cirurgia.

*Suspender o uso de cigarros 30 dias ante e 30 dias depois do ato cirúrgico.

  • Programe suas atividades sociais, domésticas, profissionais ou escolares, de modo a se tornar dispensável a terceiros, por um período de aproximadamente 20 à 30 dias.

*Ler , compreender e assinar o TERMO DE CONSENTIMENTO INFORMADO ,cujo o propósito é essencialmente o de informar, garantindo ao paciente uma atitude ética e digna por parte do seu cirurgião plástico.

RECOMENDAÇÕES PÓS-OPERATÓRIO:

  • Evitar esforços nos 15 primeiros dias.
  • Não movimentar os braços em excesso. Obedeça às instruções que lhe serão dadas por ocasião da alta hospitalar, relativas à movimentação dos membros superiores.
  • Evite molhar o curativo, até que seja autorizada a fazê-lo.
  • Não se exponha ao sol e calor excessivo até 2ª ordem.
  • Alimentação normal (salvo casos específicos, que receberão orientação).
  • Voltar ao consultório para curativos subseqüentes, nos dias e horários estipulados.
  • Provavelmente você estará se sentindo tão bem, a ponto de esquecer que foi operado recentemente. Cuidado! Esta euforia poderá levá-lo a um esforço inoportuno, o que determinará certos transtornos.
  • Não se preocupe com as formas intermediárias nas diversas fases.
  • Tire conosco suas eventuais dúvidas.
  • Usar continuamente o soutien fixador por 30 dias.